quarta-feira, 2 de fevereiro de 2011

A Malásia e a Dengue



A dengue é uma doença muito conhecida por aqui. Ano passado, o número de mortos no Brasil ultrapassou a casa dos 600, atingindo um novo recorde de vítimas fatais – mais do que em 2008, quando 478 pessoas morreram. A Malásia também sofre desse mal e tenta segurar a onda da dengue soltando mais 6 mil Aedes aegypti por aí. Como esses mosquitos modificados podem ajudar?

A dengue é transmitida apenas pelo mosquito fêmea do Aedes aegypti. Os tais 6 mil mosquitos modificados em laboratório são machos cientificamente desenhados para viver menos e, o mais importante, serem estéreis. Diminuindo a população de mosquitos, os cientistas esperam reduzir a epidemia de dengue no país – 134 malasianos morreram em 2010, 54% a mais do que no ano anterior.

Esta estratégia já foi utilizada nas Ilhas Cayman em 2010. Lá, 3 milhões de mosquitos modificados foram soltos e, em seis meses, 80% da população de Aedes aegypti foi eliminada. Apesar das discussões sobre a agressão que esses animais geneticamente modificados podem criar num ecossistema, a solução é mais uma na tentativa de parar uma doença que atinge 50 milhões de pessoas por ano e mata 25 mil, segundo a OMS. [AFP via Fast Company]

Um comentário:

  1. Evitar a proliferação da dengue depende de cada um de nós. Além de cuidar da sua casa, falar com seus vizinhos, manter contato com sua prefeitura sobre focos da doença, você pode utilizar esse espaço para conscientização.
    Seja parceiro do Ministério da Saúde na mobilização contra o mosquito da Dengue. Divulgue em seu blog nosso material. Entre em contato com comunicacao@saude.gov.br e solicite o selo, participe da campanha.
    Saiba mais: http://bit.ly/bMMVKT

    ResponderExcluir